Vinho e Vendas Online. Onde vende os seus Vinhos Online?

Seja Produtor, Broker, Importador, Distribuidor ou tenha uma Garrafeira, Mini Mercado, Loja Gourmet certamente já pensou em ter uma presença digital. Provavelmente até já começou a trabalhar nisso, talvez já tenha criado o seu site institucional, ou até loja online, tenha presença nas redes sociais e comunique habitualmente com o seu público, mas será que está a correr como desejava? Tem a plataforma certa?

Hoje para inaugurar este espaço de partilha de conteúdos ligados ao Vinho, vou escrever sobre presença online e como começar a construir a sua Marca digitalmente.

Vou começar pelo princípio que é construir um site. Obviamente que já pensou nisso e provavelmente até já terá investido num site. Este post destina-se a todos, mas sobretudo aos que ainda não tem site, ou têm uma versão presa no tempo.

A seguir apresento alguns números, um que me chama a atenção é que em 2020 apenas 61,5% tem presença digital e presença digital é algo muito relativo, porque em alguns casos, quase que mais valia não estarem presentes.

Estou a escrever este post em Janeiro de 2021, já levamos um ano de pandemia Covid-19 e os negócios no mundo inteiro, perceberam que o online era um canal inevitável.

Site da Apple em 1994

Site da Apple em 1994


Alguns números relativos a Portugal em 2020

– 84,5% dos Lares tem acesso à Internet 2020

– 96,6% das Empresas tem ligação à Internet 2020

61,5% das Empresas têm presença digital ( Isto é uma oportunidade, muitos concorrentes ainda não estão Online)

Pordata 2020

Um número relativo ao Mundo, que já deve estar desatualizado quando ler isto: 306 Bilhões de Emails são enviados e recebidos diariamente no Mundo.

“Já há 44% que enchem o carrinho online.

20% das compras online das famílias nos supers são feitas em operadores 100% digitais.” Dinheiro Vivo – Dezembro de 2020


E se no Geral o panorama do online é animador e algo inexorável, no particular do Vinho, definitivamente 2020 foi um excelente ano.

O site Wine.com passou a barreira dos 329 Milhões USD em Vendas durante 2020.

O recém saído report do Silicon Valley Bank afima que as vendas Online de Vinho nos EUA poderão seguramente representar 20% até 2030.

>
“Os Produtores que evoluíram em 2020 foram criativos em seus canais de vendas e reconhecem as mudanças sociais permanentes que impactarão a indústria para sempre terão sucesso em atender a procura/demanda antecipada pós-vacina e além”
— Rob McMillan
O comércio eletrónico de vinhos apresentou tendência de alta por vários anos. E COVID -19 fez o foguetão descolar de vez. Liderados pelo vinho, o comércio eletrônico de álcool pode ter crescido mais de 40% em todo o mundo em 2020.

Sabemos que temos de ter um site, mas e o custo? E o trabalho? E não é complicado?

E pergunto eu, e quanto custa não ter?

Além disso hoje existem soluções no Mercado para todos os gostos, mais económicos, mais dispendiosas e costumizáveis. A primeira decisão é se vamos contratar alguém ou se vamos fazer nós mesmos, se há alguns anos a segunda hipótese exigia conhecimentos avançados de código e design, hoje já não é assim

1 Hipótese – Contratar uma Empresa ou Freelancer

Há muitas empresas e freelancers a criar e manter sites, com tanta variedade no mercado não é fácil escolher um parceiro para executar o trabalho.

É fundamental ter os objetivos do site e comerciais perfeitamente definidos para procurar um parceiro, é muito diferente um site institucional , um site vocacionado para o B2B, um site para exportar, uma loja para vender ao consumidor final.

Tendo isto definido é começar a busca, pode ser interessante alguém que conheça o mercado para que queremos comunicar e o que é importante e relevante para o mercado.

É importante também encontrar um parceiro, como em tudo, com que a comunicação seja fácil e simples.

Investigue quais os custos. Se há um custo de iniciar e se há custos de manutenção. Se cada alteração não custa uma fortuna.

Além das empresas existem vários sites que tem freelancers à disposição. Para contratar um freelancer recomendo que tenha algum conhecimento do que vai pedir ou tenha alguém que possa supervisionar o projeto.

Sites de Freelancers:

Fiverr

Upwork

Freelancer

Ou poderá procurar em sites de Emprego como:

Linkedin

Catho no Brasil

Netempregos em Portugal

Ou mesmo no Facebook que já permite colocar anúncios de emprego.

freelancerwine

2 Hipótese – Faça você mesmo.

É impossível falar de tudo o que existe no mercado, mas vou falar de 3 soluções que são das mais fortes do Mercado, utilizo as 3, além do WIX que não vou falar aqui, mas que se apresenta como uma solução muito boa também para iniciar. Qualquer umas das 3 tem centenas de milhares ou milhões de utilizadores, o que dá bastante segurança a quem usa o serviço.

1 – WordPress.

Provavelmente a plataforma mais utilizada em todo o Mundo e que existe desde 2003, em 2019 61% dos sites no Mundo estavam no WordPress. O WordPress permite gerir Blogs, Sites, Lojas , Portais e uma série de outros recursos, com uma base gratuita ( existem outras despesas associadas como hospedagem e outras tecnologias que necessitar).

O WordPress é o que se chama um CMS ( Content Mangement System)

O WordPress apresenta algumas vantagens:

1 – Nas suas versões mais simples, não necessita de conhecimentos de programação.

2 – É relativamente fácil de instalar dependendo do que pretendemos fazer e do nível de complexidade.

3 – Talvez o melhor do WordPress, é que existe muita gente no mundo a saber utilizar e não é complicado encontrar um especialista.

4 – É altamente costumizável, tendo hoje uma oferta de themes e plugins gigantesca, sendo muitos gratuitos, feitos pela comunidade e outros pagos.

5 – O WordPress é responsivo.

6 – Extremamente versátil, permite fazer praticamente tudo o que se quiser, desde o mais simples ao mais complexo.

7 – Sistema de código aberto e constantemente atualizado.

8 – Tem uma vantagem sobre os outros que vou apresentar para o Mercado Português e Brasileiro, a integração com sistemas como Multibanco, MbWay ou Boleto é possível, o que nem sempre acontece em outras soluções.

Como nem tudo são rosas, além de não se conseguir ter um site totalmente gratuito, porque é necessário hospedagem, SSL ( Certificado de Segurança) e vários Templates e Plugins são pagos, acaba por ser uma solução muito interessante, mas que na verdade necessita de conhecimentos técnicos ou tempo para pesquisar e encontrar soluções.

2- Squarespace

O Squarespace oferece um solução muito focada no Design, mas com bastantes funcionalidades, depende mais uma vez do que desejamos.

Se for um site 100% virado para o Ecommerce, existem outras soluções no Mercado, mas se for um site para Serviços ou apenas Institucional parece-me uma excelente solução.

Eu pessoalmente sou um fã do Squarespace, porque permite fazer sites profissionais comum Design extremamente atrativo e moderno.

As vantagens do Squarespace:

0 – Tem um período experimental de 15 dias.

1 – Facilidade de uso, é realmente simples e prático de usar.

2 – Tem planos adaptáveis ao nível do que necessitamos.

3 – Em poucas horas consegue-se por um site no ar.

4 – Tem bastantes funcionalidades de origem, mas não tem plug-ins feitos por terceiros como o WordPress ou Shopify que vamos ver a seguir.

5 – É realmente o Campeão em Design e hoje tem um banco de imagens gratuito associado.

6 – Em alguns planos tem direito a 1 ano de 1 Conta de Email GSuite Profissional

Em termos de desvantagens o Squarespace não é económico quando se precisa de soluções mais robustas para e-commerce e sobretudo não é muito versátil em Gateways de pagamento.

Tanto o Squarespace como o Shopify não necessitam de alojamento, pois tem alojamento próprio, incluem o certificado SSL e muitas vezes o domínio em alguns planos. Já vamos falar do domínio.

Squarespace

3 – Shopify

Para quem quer vender online, com sistema de pagamento, gestão de encomendas e um sistema rápido de implementar, o Shopify é realmente a melhor solução do mercado, é claro na minha opinião.

Durante 2020 o Shopify apareceu várias vezes nas notícias sobretudo dos Mercados Financeiros, por ter sido uma das empresas que mais cresceu, tendo hoje cerca de 20% do Mercado de Lojas Online, só ficando atrás do WooCommerce que é a solução associada ao WordPress.

Vantagens do Shopify:

0 – Tal como o Squarespace também tem um período experimental de 15 dias.

1 – Ferramenta muito simples e muito versátil.

2 – É a plataforma por excelência para o E-commerce, completamente pensada para vender, com várias ferramentas de Marketing e de automatização que podem trazer excelentes resultados nas vendas.

3 – Apesar de não ser a melhor em templates, hoje já tem bastantes opções e é possível fazer um site bastante atrativo em termos de design e extremamente funcional.

4 – Em 2020 chegou a 1 Milhão de Lojas Online.

5 – O nível de costumização é muito grande em termos de funcionalidades, pois tal como no wordpress já existe uma comunidade que se dedica a construir produtos para o Shopify especificamente.

6 – Permite criar lojas com diversos vendedores, como Marketplaces.

7 – Tem já muitos utilizadores e especialistas que pode contratar para o ajudarem.

Não vejo grandes desvantagens no Shopify, a não ser as limitações em sistemas de pagamento, que mesmo assim já são ultrapassáveis através de serviços de terceiros. Tem também fees sobre as vendas, mas que são eliminados a partir de certo patamar.

Antes de tudo isto e não falei nisso, porque existem alguns destes sites que permitem fazê-lo no próprio site, é importante registar o domínio. O domínio é a nossa morada online, no nosso caso www.wine2help.com . Os domínios podem estar ligados a países como .pt .com.br .uk ou podem ser comerciais como .com ou ter ainda outras designações que hoje são muitíssimas

Ficam aqui algumas sugestões para começar a vender online, a vantagem destes sites é que pode testar soluções sem um grande investimento. Mas atenção, é importante não colocar um site no ar, que depois nunca mais é atualizado e que é quase como convidar os clientes para uma casa assombrada!

4 – Tray

A Tray é uma plataforma Brasileira e de E-Commerce, provavelmente a N 1 do Mercado no Brasil.

Sendo muito adaptada ao mercado brasileiro é uma excelente solução.

1 – Loja altamente personalizável.

2- Integração com vários Marketplaces ( vamos falar num próximo artigo de Marketplaces).

3 – Email Marketing integrado.

4 – Integração com transportadores brasileiros.

5 – Sistemas de pagamento variados.

A Tray oferece uma série de vantagens para quem atua no mercado brasileiro, atenção que é para quem faz toda a sua operação no mercado brasileiro, e não para quem quer exportar para o Brasil de Portugal.

É definitivamente uma boa solução com um preço escalável à medida das necessidades.

Wine Online Shop

Gostava muito de saber se há temas que gostava que abordássemos. Seja sobre Vinho, Enoturismo ou Marketing Digital ( para Vinhos!) Se tiver dúvidas sobre Marketing Digital, fique à vontade para perguntar, por mail, whatsapp ou telefone.

Partilhar:

More Posts

Envie-nos uma mensagem