Eventos e Feiras de Vinho – Participar ou não participar? Eis a questão.

A questão dos eventos e feiras de Vinho, são um tema recorrente nas conversas entre Produtores, Distribuidores, Vendas e Marketing. Uns ficam animados com a participação, outros acreditam que o evento vai ser “game changer”, mas a grande maioria, faz porque tem de fazer, porque acredita que existe um custo de não fazer. 

Esse custo pode estar associado a alguns dos maiores eventos serem organizados pelas principais Revistas do Setor, pode estar associado ao medo de não ser visto, pode estar associado a não saber onde investir o dinheiro e até existirem verbas disponíveis para promoção.

Há cada vez mais eventos, realmente, talvez em excesso. A minha opinião pessoal, é que mais do que o excesso é a falta de diferenciação que os penaliza. E não a falta de diferenciação nos temas. Mas sim nos modelos escolhidos, nos formatos. Tem-se melhorado, tem-se tentado inovar e reconheço o esforço. Há também cada vez mais eventos que não eram de Vinho e passaram a ter Vinho. 

A verdade é que vejo o Vinho cada vez mais presentes nos Media, sejam tradicionais, sejam digitais, cada vez mais gente interessada no negócio do Vinho, cada vez mais escolas, cada vez mais conhecimento.

Se os eventos não servirem para mais nada, podem servir pelo menos para os Produtores e agentes do Setor, passarem conhecimento ( numa linguagem adequada e compreensível ao consumidor).

Fazendo uma reflexão sobre os eventos, benefícios e malefícios.

Os eventos e feiras de vinho podem ser úteis para os produtores, dependendo dos seus objetivos e da qualidade do evento em si. Esses eventos podem proporcionar oportunidades valiosas para que os produtores possam:

  • Conhecer novos clientes e distribuidores – As feiras de vinho são frequentemente frequentadas por distribuidores, importadores e outros compradores em potencial. Ao expor os seus vinhos numa feira, os produtores podem ter a oportunidade de conhecer novos clientes e estabelecer relações comerciais importantes.

  • Networking: O contato com outros produtores, compradores, distribuidores e consumidores permite a troca de experiências e conhecimentos, além de possibilitar novas parcerias e oportunidades de negócios.

  • Promover os seus vinhos – As feiras e eventos de vinho são uma ótima maneira para os produtores promoverem os seus vinhos e aumentar sua visibilidade no mercado. Ao apresentar os seus vinhos em um evento, os produtores podem chamar a atenção de jornalistas, sommeliers e outros profissionais do setor, que podem ajudar a aumentar a “awareness”  sobre seus produtos.

  • Obter feedback dos consumidores – Os eventos de vinho também podem proporcionar aos produtores uma oportunidade de obter feedback direto dos consumidores sobre seus vinhos. Ao conversar com os visitantes do evento, os produtores podem entender melhor o que as pessoas procuram em um vinho e ajustar sua produção e marketing em resposta.

  • Aumento das vendas: A participação em feiras pode aumentar a exposição dos produtos e, consequentemente, gerar um aumento nas vendas.

Alguns eventos podem ser caros e podem não valer a pena o investimento para alguns produtores. 

Além disso, nem todos os eventos são iguais – alguns são melhores organizados e frequentados do que outros, o que pode afetar o retorno sobre o investimento do produtor.

Os eventos e feiras de vinho podem trazer diversos benefícios aos produtores, mas também podem gerar alguns prejuízos, como por exemplo:

  1. Custos elevados: A participação em eventos e feiras de vinho pode ser bastante cara, especialmente se o produtor optar por eventos internacionais.

  2. Riscos de danos aos produtos: A logística de transporte e armazenamento pode apresentar riscos de danos aos produtos, o que pode afetar a qualidade e a venda dos mesmos.

  3. Concorrência: A presença de diversos produtores no mesmo evento pode dificultar a visibilidade e a exposição dos produtos de um determinado produtor.

  4. Incompatibilidade com o público-alvo: A participação em um evento pode não estar alinhada com o público-alvo do produtor, o que pode gerar uma baixa procura pelos produtos.

Dessa forma, é importante que os produtores avaliem cuidadosamente os custos e benefícios antes de decidirem participar de eventos e feiras de vinho, além de identificar quais eventos são mais adequados para sua marca e produtos.

Algumas alternativas para os produtores que desejam participar de eventos de forma mais económica e controlada são:

  • Realizar degustações em locais próprios: Essa é uma forma de aproximar o público do produtor e apresentar seus produtos de forma mais intimista, além de reduzir custos de transporte e armazenamento.

  • Participar de eventos de menor dimensão e regionais: Feiras mais pequenas e regionais podem ser uma opção mais económica e adequada para produtores locais.

  • Investir em marketing digital: O marketing digital pode ser uma alternativa para os produtores divulgarem os seus produtos e marcas, além de permitir um contato mais direto com os consumidores.

  • Encontrar parcerias: Fazer  parcerias com outras empresas do setor pode ajudar a reduzir os custos de participação em eventos. Além disso, a participação em feiras com marcas parceiras pode ajudar a aumentar a visibilidade e a exposição dos produtos.

Duas alternativas de investimento que podem ser interessantes e complementares:

  1. Investir nos pontos de venda, com material, com presença.

  2. Levar os clientes e consumidores a conhecerem a Vinha, a Adega, a Quinta.

Em resumo, os eventos e feiras de vinho podem ser úteis para os produtores, desde que eles escolham eventos relevantes e bem organizados, e definam objetivos claros para sua participação. Como em qualquer investimento, é importante avaliar cuidadosamente os custos e benefícios antes de decidir participar de um evento ou feira.

Além disso, é necessário identificar os eventos mais adequados para a marca e produtos, e considerar alternativas mais econômicas e controladas, como a realização de degustações em locais próprios, a participação em eventos menores e regionais, o investimento em marketing digital e a busca por parcerias.

No final, cada produtor deve avaliar cuidadosamente as suas próprias necessidades e objetivos antes de decidir se deve participar ou não de um evento ou feira de vinho, pesando sempre os potenciais benefícios e prejuízos.

Partilhar:

More Posts

Envie-nos uma mensagem